Em artigos anteriores divulgados nesse blog, discorremos sobre os benefícios do mercado livre de energia e também esclarecemos algumas dúvidas que são comumente apresentadas pelos consumidores de energia.

Sem dúvidas, a migração para o mercado livre de energia é a melhor escolha para o consumidor. De acordo com os dados da Abraceel (Associação Brasileira dos Consumidores de Energia Elétrica), desde o surgimento do mercado livre há 21 anos, houve uma redução média de 29% nas contas de energia dos consumidores, ou o equivalente a uma economia de R$ 185 bilhões, considerando os impostos.

Após tomada a decisão de migrar para o mercado livre, o consumidor precisa escolher o seu gestor de energia, o qual dará todo o suporte durante o período da migração, assim como o acompanhamento necessário  neste novo ambiente. Nesta fase, os consumidores se encontram na dúvida de como analisar os diferenciais das gestoras de energia e qual a melhor forma de remuneração deste serviço.

Conheça abaixo as modalidades mais frequentes de remuneração de Serviços de Gestão de Energia:

  • Desconto Garantido em relação às tarifas do cativo. O preço da energia em R$/MWh varia mensalmente, conforme as flutuações dos reajustes tarifários e a incidência das bandeiras tarifárias do mercado cativo.
  • Remuneração fixa mensal com base no escopo de serviços oferecidos.
  • Remuneração fixa mais um percentual de ganho, onde geralmente é aplicado um valor fixo complementado por um percentual de ganho em relação ao mercado cativo ou alguma estratégia de ganho adicional em energia elétrica.
  • Remuneração Variável com base no ganho obtido no mercado livre em relação ao mercado cativo
  • Venda de Energia conjunta a Remuneração Fixa Mensal
  • Remuneração de acordo com o perfil do cliente mix de todas as citadas ou até um outro formato

Ao conhecer as diferentes modalidades de remuneração, é importante que o consumidor adote a opção que melhor se adeque ao perfil de sua empresa, a fim de evitar prejuízos financeiros futuros.

Uma dica importante é analisar os serviços que são oferecidos aos clientes do gestor de energia em questão e buscar validação de que estes são, de fato, realizados.  Outras credenciais relevantes para a escolha do gestor de energia, é analisar o porte da empresa,solidez e reputação, e principalmente sua capacidade técnica em atender o consumidor respeitando as regras de mercado.

Essa escolha nem sempre é fácil e com a ampliação do mercado livre de energia nos últimos anos, algumas gestoras de energia “commoditizaram” os seus serviços, apresentando-os como parte de uma gestão completa, onde na verdade apenas  representam os consumidores operacionalmente na CCEE  e acabam não apresentando as diversas possibilidades e oportunidades existentes de ganhos adicionais  neste mercado.

A Ecom Energia vai além da commodity. Vamos além do que o mercado oferece. Vamos além do economizar. Não só apoiamos sua empresa em todas as etapas de migração mas também atuamos para que tenha acesso às melhores oportunidades oferecidas  por esse mercado. Fale com nossos especialistas.