A energia elétrica é um insumo de grande relevância para a indústria e outros setores da economia, como o varejo. A cada dia que passa, as empresas buscam, cada vez mais, a otimização desse item nos seus processos produtivos, numa tentativa clara de minimizar seus custos de produção e, por consequência, maximizarem os seus resultados, uma vez que as margens estão cada vez mais enxutas.

O mercado livre de energia aparece nesse contexto como um grande aliado das organizações. As empresas que optarem por este mercado terão, além da redução de custos, a liberdade de negociar livremente seus contratos de energia diretamente com diversos fornecedores, previsibilidade orçamentária e poderão alocar a energia contratada entre suas unidades consumidoras, caso possua mais de uma. Vale destacar também que o consumidor livre não sofrerá a influência das bandeiras tarifárias.

Para que as empresas tenham sucesso e potencializem os seus resultados no Mercado Livre de Energia ou Ambiente de Contratação Livre (ACL), há uma peça-chave e fundamental: o gestor de energia , figura responsável por conduzir todos os processos pertinentes de gestão e as respectivas estratégias de energia. Atualmente, no mercado, existem diversos níveis e perfis de empresas que alegam fazer “gestão” de energia, a qual, muitas vezes na prática, é a Representação na CCEE, ou seja, as atividades operacionais.

Entendemos que o nível de gestão mais adequado para os clientes que desejam migrar para o Mercado Livre de Energia ou para os clientes que já se encontram nesse ambiente, será aquele em que o gestor de energia explore as possibilidades de negócios existentes no ACL, atuando de forma proativa, antecipando e aproveitando oportunidades conjunturais; estruturando e executando operações de acordo com o perfil de cada cliente, sejam elas de longo prazo e até mesmo operações pontuais no mês a mês; avaliando cuidadosamente os proponentes vendedores de energia, disponibilizando uma área de inteligência e regulatória para a tomada de decisões e, com isso, beneficiando e maximizando os resultados dos seus clientes.

Diante do exposto acima, podemos concluir que a escolha e a consequente contratação do gestor de energia deverão ocorrer de forma muito criteriosa. O cliente deve ter em mente que o gestor de energia não será um custo adicional, e sim um investimento que contribuirá ativamente para as melhores práticas de gestão e estratégia de energia e, consequentemente, por melhores resultados financeiros.

A ECOM conta com um time de especialistas que fazem dela referência no setor. Temos como premissa a entrega dos melhores resultados para nossos clientes. A diferença está na nossa energia! Se a sua empresa estiver pronta para ir além do vamos economizar, fale com nossos especialistas.