No Mercado Livre de Energia, assim como na gestão de empresas, é comum a utilização de indicadores de desempenho, mais conhecidos como KPI’s (Key Performance Indicators). No geral, o principal objetivo destes indicadores é garantir a efetividade das atividades realizadas na organização.

Quando estreitamos o tema e focamos no Mercado Livre de Energia, também é possível utilizar indicadores como uma ferramenta estratégica para a análise e tomada de decisão na gestão de energia.

Como construir indicadores de desempenho eficientes para favorecer a gestão de energia

A melhor forma de aprimorar os contratos de energia é entendendo a natureza de cada negócio. Esse é o ponto-chave.

Um indicador pode ser construído associando-se, por exemplo, a energia consumida com o volume de peças produzidas, ou até mesmo como o peso de tais peças, em casos mais complexos. Abaixo, um exemplo relativamente simples. Uma indústria com uma linha de produção limitada e que não se diferencia entre o seu catálogo de produtos.

Assim sendo, o mais fácil é criar um indicador que mostre a quantidade de energia gasta em cada produto, utilizando o histórico de produção e consumo.

  •  Volume de produção em peças no mês = 1.000 pçs
  • Quantidade de energia consumida no mês = 50.000 kWh
  • Indicador técnico = 50 kWh/pç

De acordo com este número, é possível criar um planejamento de consumo. Nos casos em que possuímos uma previsão de produção, pode-se aplicar a estratégia de sazonalização da melhor forma possível. Com esta produção podemos otimizar a contratação de energia, a fim de economizar no valor total do contrato. Nos dois gráficos abaixo podemos observar um exemplo no qual é possível reduzir um contrato de 1MWm para 0,9MWm.

1MWm – Contrato Flat

0,9MWm – Contrato Sazonalizado 10% + Flexibilidade 10%

Planejar é a melhor forma de rentabilizar no Mercado Livre de Energia

Conforme o caso apresentado acima é possível analisar que, com o auxílio de um indicador simples, podemos obter resultados significativos em nosso planejamento para a gestão de energia do cliente.

Por isso, é importante ressaltar que esse exemplo foi utilizado com base em uma indústria de produção simples, mas com estudos aprofundados podemos chegar a indicadores e modelos matemáticos complexos, que são capazes de refinar cada vez mais a gestão, contribuindo de forma efetiva para alavancar a competitividade de uma empresa perante seus concorrentes.

É dessa forma que os especialistas da Ecom Energia atuam para que a gestão de energia agregue valor para o seu negócio! Para saber mais, entre em contato e vamos além do economizar!